Paisagismo para áreas internas

paisagismo para áreas internas

O paisagismo para áreas internas complementa a decoração com seus elementos vivos e coloridos, o que proporciona sensações mais leves e dinâmicas.

Divisões

Ele pode ser dividido em:

  • jardins internos
  • jardins em terraços
  • sacadas
  • áreas de recreação
paisagismo para áreas internas

Itens a considerar

Neste tipo de projeto devemos fazer um estudo para que haja harmonia entre o ambiente e o jardim. Veja os itens a serem considerados:

  • Finalidade (doméstico, comercial ou recreativo).
  • O perfil das pessoas que interagem no local
  • Estilo arquitetônico
  • Iluminação existente (artificial | natural).
  • Formas, cores, texturas predominantes

Cuidados essenciais:

É extremamente vital conhecer as características das plantas quanto à sua adaptabilidade e crescimento nos locais. Afinal, plantas são ornamentos vivos, que crescem e se desenvolvem, por isso, mudam sutilmente com as estações do ano, apresentando sempre um aspecto diferente. Com isso, necessitam de cuidados constantes.

Cuidados essenciais:

  • Regas periódicas e bem dosadas.
  • Adubação periódica, de acordo com as necessidades de cada espécie
  • Limpeza semanal, quinzenal, ou mensal, dependendo das condições da planta.
  • Preparo superficial do solo
  • Prevenção e tratamento de pragas e/ou doenças.
  • Substituição de plantas doentes ou mortas

Passos para se fazer um jardim em áreas internas

O primeiro passo para se fazer um jardim dentro de casa, são os cuidados na hora da compra das espécies. Portanto, comece verificando se a planta está bem enraizada no torrão; se for uma espécie florífera deve ser adquirida na época de sua floração; verifique suas folhas com bastante atenção para detectar se há focos de pragas ou doenças ou deficiência de nutrientes.

A seguir passamos vários aspectos que as plantas necessitam para a sua sobrevivência, isto é, o local onde deverá ficar a planta:

Veja Mais: Atividades do paisagista passo a passo

Luminosidade:

Dependendo da espécie, precisa de muita luminosidade, devendo ficar próxima às janelas e os ambientes devem ser bem claros. As plantas floríferas como os gerânios, petúnias, begônias, flor de maio e outras mais, exigem sol direto, desse modo devem ficar bem próximos às janelas para que recebam sol pela manhã.

Temperatura:

Cada planta necessita de uma temperatura adequada. Por isso, no paisagismo para áreas internas, verifique a temperatura real de cada ambiente, para colocar a planta que seja própria para o lugar.

Umidade:

Algumas espécies de plantas, como as originárias das matas tropicais por exemplo, precisam de mais umidade. Nesse sentido, banheiros tornam-se um espaço ideal para estes tipos de plantas. Ou então, coloque várias plantas juntas, pois isso faz com que a umidade do ambiente aumente.

Correntes de ar:

Em toda casa existe uma área onde a ventilação é mais forte (correntes de ar), como o local próximo às janelas e corredores. Para esses locais existem as plantas mais rústicas e resistentes.

Erros a evitar no cuidado das plantas

paisagismo para áreas internas
  • O escurecimento da borda das folhas pode ser devido à insolação excessiva ou por correntes de ar frio.
  • A podridão cinzenta nas folhas e caules pode resultar de umidade excessiva.
  • Depósitos esbranquiçados nas paredes externas de um vaso de barro são indício de excesso de minerais, devido à adubagem excessiva
  • Folhas murchas são consequência de um apodrecimento das raízes devido ao excesso de água.
  • Caules novos pendentes podem ser indício de uma planta com excesso de nutrientes.
  • Folhas que amarelecem e caem são sintomáticas de super-irrigação
  • A queda das flores dos renovos é igualmente indício de super-irrigação ou de sub-irrigação.
  • Folhas definhadas e torcidas em direção da fonte luminosa indicam que a planta está sem luz.
  • Folhas descoloridas é sintoma de iluminação insuficiente
Veja Mais: Plantas e suas exigências

Domine as técnicas de paisagismo e torne o seu espaço- ou de seus cliente- mais bonitos com ajuda das plantas e elementos auxiliares. Veja como:

curso de paisagismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 − 3 =