Lições sobre o uso dos tapetes na decoração- Tutorial

Os tapetes deixam os ambientes mais aconchegantes. Mas, como são itens caros e que a gente não consegue trocar toda hora, pedem cuidado na escolha. Esse cuidado está esmiuçado nas lições que veremos agora. Tutorial: Lições sobre tapetes na decoração.

Porque a decoração é o que acaba mudando visualmente todo o ambiente, traz impacto e enche os olhos!

Regras e medidas

O tapete aquece a casa, da sensação de aconchego, demarca ambientes e colore o cômodo.  Para definir o tamanho do tapete, temos primeiro que analisar a distribuição dos móveis na planta. Dependendo da distribuição, o tapete pode definir os limites de uma sala de estar ou de jantar por exemplo, integrar espaços amplos.

Lições sobre tapetes na decoração

Salas de Jantar

Em salas de jantar, o tapete torna uma moldura para a mesa e também facilita quando as cadeiras são arrastadas. Note, que deve ter entre 70 e 90 cm além do tampo da mesa, porque quando as pessoas se levantam, as cadeiras devem continuar sobre ele, sem enroscar no tapete.

Lições sobre tapetes na decoração

Tapetes quadrados se usam em mesas quadradas e redondas. Já os tapetes redondos somente para mesas redondas, e os retangulares em mesas retangulares e ovais.

O melhor tapete para sala de jantar são os feitos com materiais resistentes a lavagens mais frequentes, porque estarão mais expostos à sujeira do que qualquer outro tapete da casa.

Salas de estar

A sala de estar é um ambiente que recepciona, nesse sentido, o tapete é também um dos responsáveis por este acolhimento, e ajuda a incrementar a decoração.

O ideal é o tapete ficar na mesma linha do sofá, delimitando o ambiente, ou então, entrando de 10 a 30 cm por baixo, deixando uns 20 cm nas laterais.

Como usar tapetes em salas > aqui<

A fórmula mais usada e de menor risco é ter a entrada embaixo do sofá, porque tem menos problema de alguém enroscar o salto no tapete ou tropeçar.

Veja: Tutorial: Tudo sobre cortinas

Formas de usar tapetes em salas

Lições sobre tapetes na decoração

Se você está gostando desse tutorial, acho que vai gostar deste também. Fiz um guia de tamanhos de tapetes para te ajudar. Vem com um pdf junto para você salvar. > Acesse aqui<

como usar tapetes, tamanhos

Tome cuidado

Na primeira imagem, o tapete ficou pequeno para o espaço (parecendo um capacho). Ele deveria ter tomado todo o corredor formado entre o rack e o sofá, como na segunda imagem.

Lições sobre tapetes na decoração

Quartos

Os tapetes também deixam os quartos mais aconchegantes e aquecem quando se tem principalmente pisos frios como o porcelanato.

Lições sobre tapetes na decoração

Há várias formas de utilizar os tapetes. Os modelos inteiriços (que vão de um criado mudo ao outro) são os mais indicados, mas também pode-se usar as passadeiras, que ficam em formato de “U” envolvendo a cama.

O ideal é que tanto as passadeiras quanto o tapete inteiriço fiquem a 0,50m das laterais da cama e 0,60 m da frente dela.

Lições sobre tapetes na decoração

Para quartos com cama de solteiro, você pode colocar uma passadeira simples em apenas um lado da cama, mas não esqueça de deixar proporcional à frente do criado mudo.

Lições sobre tapetes na decoração

Cozinha

Em cozinhas e banheiros onde temos grande movimento e os tapetes sujam fácil, escolha tapetes que podem ser lavados na máquina.

Lições sobre tapetes na decoração

Materiais

Os materiais usados na fabricação de tapetes são as fibras naturais e as fibras sintéticas.

Fibras naturais

As fibras naturais provém de plantas e animais, ou seja, lã, bambu, o sisal, seagrass, chenille, linho, juta, etc. A lã é a mais resistente e durável, acabando por compensar o investimento.

Tapetes de sisal são também muito duráveis e apropriados para locais de maior tráfego como corredores, quartos ou halls de entrada, porém não devem ser colocados em zonas de umidade porque danifica.

Lições sobre tapetes na decoração

Fibras sintéticas

As fibras sintéticas são fabricadas através de processos industrializados, por isso, utilizam como material o nylon polipropileno, acrílico e poliéster. Então este tipo de fibra é bem forte e resistente a umidade.

Elas também vieram para imitar o couro, sisal, seda, etc. Dependendo da quantidade de fios por m2, um tapete de nylon parece de lã. Estão disponíveis numa variada gama de cores, espessuras e padrões. São laváveis e de fácil manutenção. Muitos são antialérgicos, ideais para home, quartos e salas.

Lições sobre tapetes na decoração

Espessuras

É preciso pensar na quantidade de pessoas que circulam pelo ambiente antes de escolher um tapete mais fino ou um mais felpudo. As espessuras variam muito.

Lições sobre tapetes na decoração

Os de 5 mm não têm pelos – a própria trama é o desenho, como é o caso dos kilims, dos Dhuries e dos Aubussons. Já os de 10 mm são os mais usados, São os carpetes, tapetes persas, de teares nacionais e nylon. Entre os de 25 mm a 50 mm estão os de pelo alto, que podem ser de pele, nylon ou poliéster. Por fim, os de 70 mm são os famosos tapetes Shaggy, de pêlo mais alto, feitos de náilon ou poliéster.

Classificação

Dhurie

É de algodão cru e ideal para áreas internas. Tem toque seco e duro, trama bem apertada e é bem baixo.

Persa

Persa-Tem pelagem média, mas não é felpudo. Pode ser de lã ou de seda.

Killim

Ele é feito de lã ou seda, com design em colunas, geométricos também de cores intensas.

Shaggy

É um modelo bem confortável, de pelagem alta e felpuda. Geralmente feito de nylon ou poliéster, é muito usado em salas de TV ou home theaters.

Seagrass

É uma fibra vegetal de origem marinha que vem da China e se assemelha ao sisal. Pode aparecer na cor natural ou tingida.

Aubusson

Começou a ser produzido na França no século 17 com cores pastel misturadas a rosas, azuis e desenhos de flores. Hoje é feito na China, que reproduz a técnica e o estilo.

Modelos para cada ambiente

Para uma sala de jantar, é preciso que o tapete seja de fácil manutenção, para isso, deve ter pelos curtos, de no máximo 8 mm de altura. Nylon, algodão e lã são bons materiais para este espaço.

No quarto, onde menos pessoas circulam, é possível ousar mais, colocando tapetes de pelagem alta. O aconchego e o toque sedoso do nylon tratado (o silk), da lã, ou da pele de carneiro são boas escolhas.

Para home theater ou sala de TV, os felpudos Shaggy ou pele de carneiro, ou ainda os de nylon 30 mm ou 40 mm são confortáveis, inclusive para deitar com a família no chão.

Em espaços de maior trafego, (corredores, salas, quartos de crianças, etc), use tapetes de pelo curto como nylon, ou fibras como sisal e seagrass.

Observações

Tapetes desenhados devem ter no máximo 18 mm de espessura. Mais que isso, a estampa perde a definição. E, se tiver móveis com rodízio, eles deslizam melhor em tapetes sem pelos.

Revestimentos de piso neutros e lisos como porcelanato sem estampa ou madeira com poucos veios por exemplo, podem receber tapetes com estampas orientais.

Piso muito trabalhado, como os parquês, cerâmica estampada, mosaicos e ladrilhos, o ideal então, são tapetes lisos.

A cor dos tapetes deve estar em harmonia com os móveis e o tom geral da decoração. Se sua sala tem cores vivas por exemplo, um tapete de cor neutra não briga com o ambiente. Por outro lado, se a sala é neutra, o tapete pode trazer – se você gostar – uma cor mais viva ou uma estampa alegre.

Os tapetes também ajudam a iluminar ambientes escuros. Se esse é seu caso, veja o meu post sobre >como iluminar ambientes escuros.

Se o tapete for pequeno e você deseja usá-lo mesmo assim, existe um truque que é colocá-lo por cima de um tapete amplo de cor neutra.

Mais sobre decorar

Agora, se você quer aprender mais sobre decoração mas não tem ideia por onde iniciar, em que gastar seu dinheiro ou por onde COMEÇAR – meu guia estratégico passo a passo pode lhe dar as ferramentas de que você precisa para finalmente ganhar a confiança para criar um espaço que você AMA.

curso decoração

O guia fala sobre todo o processo de projetar ambientes do início ao fim, incluindo:

  • Como retrabalhar o layout de sua mobília atual
  • Como descobrir o melhor layout de móveis para qualquer cômodo e ser capaz de ver o potencial de um espaço vazio.
  • A maneira mais fácil de criar um moodboard para que você possa ver sua decoração ganhar vida (e evitar comprar itens que não combinam bem)
  • Como estilizar seu espaço com os acessórios CERTOS que farão com que o ambiente seja aconchegante e acolhedor, sem ser desordenado
  • Como criar a paleta de cores que encaixa no seu estilo e combine com o restante da decoração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =