5 Características Comportamentais para se dar bem na profissão de Design de Interiores.

Qual é a primeira coisa que vem à mente quando você pensa em design de interiores como profissão? Layouts de ambientes, cores de tinta, opções de móveis, as últimas tendências de design? As chances são de que você esteja pensando que esta profissão se resume nestes quesitos. Mas a verdade é que o mundo do design de interiores vai muito além.

Para se tornar um designer de interiores bem-sucedido (neste caso, o termo “bem-sucedido” é definido como capaz de se sustentar e / ou sua família por meio de sua profissão), é crucial dominar certos aspectos que envolve o sucesso na carreira. E nesse post eu vou falar sobre 5 características comportamentais a considerar antes de escolher o design de interiores como profissão.

1. Repertório de Conhecimentos.

Você precisa ter um bom repertório de conhecimentos. E para desenvolver este repertório, seja curioso, esteja atento aos lançamentos de novos produtos, e como aproveitá-los no espaço. Quando estiver visitando uma feira por exemplo, ou uma loja, converse com os representantes dos produtos, pergunte tudo a eles. Eles vão te explicar como funciona o material, como ele é aplicado, aonde ele pode ser usado.

design de interiores como profissão

2. Saber se Comunicar.

Por mais que as suas ideias sejam perfeitas para o cliente, se você não souber se expressar de forma clara, ou seja, transmitir com precisão as informações técnicas do projeto, você terá problemas de entendimento, vai gerar dúvidas para o cliente, e isso vai dificultar o fechamento do projeto ou até mesmo poderá perdê-lo. Do mesmo modo terá que dialogar com os profissionais da área: eletrecistas, pedreiros, marceneiros e também colegas de profissão, e gerar network. Saber dialogar, portanto, demonstra poder de persuasão, convencimento, argumentação, quesitos fundamentais para alavancar na carreira.

 

3. Estabeler Colaboração com outros profissionais.

Se o cliente te contratou para fazer também a execução do projeto, você vai precisar contratar serviços de mão-de-obra especializada, então você tem que conhecer bons profissionais e desenvolver um relacionamento com eles, pois são eles é que vão te ajudar a concretizar os projetos. Neste caso, as considerações do item 2 cabem muito bem aqui.

como ter sucesso sendo designer de interiores

4. Promover o consumo conforme o target do cliente.

Sim, promover o consumo também é um item necessário para o designer de interiores.
Porque você poderá executar projetos comerciais também, não somente interiores residenciais. E neste tipo de projeto, uma livraria por exemplo, você deverá projetar o interior de maneira que o seu cliente possa vender mais e melhor o produto ou serviço dele. Para isso, você precisa montar espaços que proporcionem atrativos no ambiente para promover o bem-estar e lógico, destacar o produto.

características.comportamentais.do.designer.interiore

5. Habilidade para captar os objetivos do cliente

Sem confiança, você não fecha projetos. E, ela se consegue quando você entende a motivação do cliente quando ele busca você. Para isso, você deve demonstrar empatia e interesse genuíno no sucesso dele- então, quando o cliente entende que você está comprometido em vendê-lo apenas o que vai gerar valor pra ele naquele momento, e construir o fundamento para o sucesso dele, ele vai renovando e aprofundando a dependência de seus serviços com o passar do tempo.

Esse foi o tema do post de hoje, mas você pode e deve ir muito além, neste assunto! Aqui embaixo eu coloquei um botão que vai te levar para um Combo de 9 Guias, uma série de 9 downloads gratuitos na forma de e-books que o Instituto Brasileiro de Design de Interiores disponibilizou para quem está querendo entrar na área. Os temas envolvem etapas de trabalho do profissional, mercado de trabalho, como alavancar na carreira e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 12 =